Por que comprar um disco é importante?

Em tempos de streaming e downloads ilegais essa frase tem sentido, se fosse em outras épocas, nem tanto, já que era óbvio que possuir um disco era importante…

Então, vamos ao nossa Conversa de Vinil da semana! E a pergunta é: por que comprar um registro (vamos chamar assim, para incluirmos os CDs, discos de vinil e os downloads legais, ok?) é tão importante?

Nas últimas semanas um frisson acometeu a web com os fãs do cantor e compositor Cícero. Seus 3 álbuns, simplesmente sumiram dos serviços de streamings e aqueles que não tinham as músicas guardadas de alguma forma ficaram sem as melodias do artista que tanto gostavam. Muitos perguntavam as razões por isso ter acontecido e questionavam (até mesmo com teorias da conspiração) sobre o sumiço dos álbuns. A “perguntação” foi grande: onde estaria o cantor? O que aconteceu com ele? O que houve com o Spotify (ou Deezer ou seja lá qual for) que tiraram as músicas do Cícero? Teria sido abduzido? Morreu? Desistiu da carreira? E assim foram semanas inteiras com essas indagações…

A questão não é só o Cícero que afeta esse tipo de serviço de streaming, apesar de ser óbvio que os fãs gostariam de uma explicação, mas sobre ele, infelizmente não temos. O que te assegura ou não que terá sempre suas músicas preferidas bem ao seu alcance não é simplesmente apertar o play do seu streaming predileto, mas sim, as ter armazenadas de alguma forma.

O streaming não assegura de jeito nenhum a permanência dos artistas nas suas listas. E, não necessariamente quer dizer, que ao ser colocado lá alguma música (ou álbum) ficará para sempre.

Estes serviços trabalham com concessão. O que isso quer dizer? Um artista, gravadora, selo, editora, seja lá qual for a detentora dos direitos autorias concede ao serviço a utilização de sua obra e esta utilização está sujeita a cláusulas contratuais. Resumindo: há um contrato para utilizar as canções e este é recheado de deveres e obrigações por parte do contratante e do contratado. Se alguma destas partes resolver simplesmente cancelar, quebrar ou não renovar o contrato, voilà: sumiram as queridas músicas do seu serviço! E não tem santo que as faça voltar, muito menos enviar reclamações. O contrato foi desfeito, ponto final e sem suas músicas no seu smartphone, tablet ou computador! Bye bye música!

Os serviços ilegais (vamos chamar assim, mas por serem ilegais, não deveriam ser “serviços” e sim “desserviços”) são piores ainda. Para alguém manter os arquivos é necessário antes de tudo burlar a lei, torcer para não ser encontrado e seu “serviço” pode ser cancelado a qualquer momento – quando os “proprietários”, no “pacote” que a polícia lhes oferece, também não forem presos. Obviamente, não há qualquer garantia nestes “serviços”! Sem contar que você deve tomar muito cuidado com estes sítios na Internet. Por estarem naturalmente em campo ilegal estão recheados de coisas sinistras, tais como vírus e malware que podem detonar sua máquina ou pegar suas senhas e entrar no seu home banking e papar sua grana!

Então, qual a única garantia para você ter suas músicas e álbuns em mãos sem ninguém afetar suas listas de prediletas?

Simples: tendo os registros! Não tem outra forma – não temos muita saída e a única é metendo a mão no bolso, tirando o din din em espécie, o cartão de crédito ou débito e comprar seu registro. Só isso garante que terá seus preferidos! O streaming não lhe garante absolutamente nada, nadica de nada! Mas é óbvio, ele tem o lado bom, de termos uma discoteca sempre em mãos e podermos escutar aquelas canções que não gostaríamos de gastar dinheiro com ela. Mas, lembre-se essa discoteca é mutável!

Contudo, tenha atenção: registros digitais precisam de backup, a vida útil de um HD, normalmente, é de 3 anos! Também a vida útil de um CD não ultrapassa 30 anos (se for gravado em casa, não chega a 5 anos). Se você quer que seus discos durem, não tem outra saída, somente os discos de vinil ultrapassam as gerações. Quer seus netos ouvindo seus discos? Só vinil!

E para terminar, o último toque: são os registros que mais ajudam financeiramente um artista. O streaming paga uma verdadeira merreca para eles e muitos não conseguem nem um mísero centavo de lucro, nem mesmo a exposição de sua obra, pois achar algo lá é como achar uma agulha no palheiro.

Pois é, o vinil velho de guerra é sua grande garantia!

Vida longa? Só o vinil!

_______

Todo domingo às 19h na Rádio UFS FM 92,1 tem o programa Conversa de Vinil
Você pode escutá-lo pela web em radio.ufs.br ou a partir do podcast, clicando aqui

Quer saber mais sobre o “ressurgimento” do Vinil? Clique aqui!
Quer saber sobre a qualidade sonora do Vinil, do CD, do streaming e do MP3? Clique aqui!
Sobre os toca discos? Clique aqui!
Cuidados com seus discos? Clique aqui!
Como e onde comprar? Clique aqui!

Quer interagir? Utilize a seção contato, clicando AQUI!

Faça o download gratuito do livro Conversa de Vinil: o universo dos discos de vinil ou o adquira no formato papel para ajudar o UV a se manter sem a necessidade de propagandas ou patrocínios clicando AQUI

Website Malware Scan