A fantástica coleção de vinis da Radio France

Situada no norte de Paris em uma área de 4000 m2 está armazenada a excepcional coleção da Rádio da França que contém quilômetros de prateleiras e milhares de discos de vinil e CDs.

O “disco”, como é conhecido coloquialmente, é o lar de 1,5 milhões de registros, incluindo 450.000 LPs e mais de 2 milhões de arquivos digitais. Uma mina de ouro que é o orgulho de Marc Maret (o diretor do lugar) e mais 47 pessoas envolvidas na “discoteca”.

Há muitas raridades e todo o tipo de música, como canções de protesto censuradas, álbuns de Georges Brassens, dos Beatles, dos Rolling Stones, caixas da casa Barclay, gravações de gravadoras americanas, textos de Jules Supervielle ou Henri Michaux lidos por Michel Bouquet, teatro clássico, partituras, livros, revistas de música, jornais e etc.

A grande missão do local é disponibilizar materiais para a Radio France Group, como faixas de música, som, foleys e conteúdos enriquecidos. Os produtores, os administradores e os programadores se empenham numa plataforma – o DNC (central do disco digital) – que contém conteúdos digitalizados dos objetos sonoros da “discoteca” onde 1500 bits são descarregados diariamente. Por enquanto, apenas 20% da coleção é digitalizada.

O local também oferece a artistas condições para gravar um único título utilizando uma máquina de “queimar vinil”  para programas específicos (sessions). Também desenvolvem gravações diferenciadas, tais como a publicação de três 45 rpm (Arthur H, Ibrahim Maalouf, Hugh Coltman) fazendo tiragens com uma média de duzentos exemplares que são vendidos em dias especiais como o Record Store Day ou exposições.

Portanto, quando for a Paris, não deixe de visitar o lugar!