A indústria da música em 2017: relatório sobre consumo de música

A IFPI (Federação Internacional da Indústria Fonográfica) lançou dia 19 de setembro o relatório “Connecting with Music, the 2017 Music Consumer Insight Report” – um relatório sobre o consumo de música. Com base na pesquisa conduzida pela Ipsos Connect, o relatório examina as maneiras pelas quais os fãs estão envolvidos com música gravada em 13 dos principais mercados musicais do mundo – Austrália, Brasil, Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, México, Coreia do Sul, Espanha, Suécia, Reino Unido e Estados Unidos

Como primeiro resultado, já sabemos e já prevíamos: o mundo usa o streaming! Mas quem pensou que o campeão é o streaming no celular, se enganou! Onde mais as pessoas escutam música é nos serviços de vídeo, particularmente, no YouTube!

44% das pessoas continuam comprando música, seja em CD, download digital ou discos de vinil, e este último nunca esteve tão em alta e chega a ser 17% das compras de quem adquire mídia de áudio.

A juventude, compra vinil! De todos os jovens de 13 a 15 anos, 55% compram música e destes 19% adquirem discos de vinil, um número superior à média geral

Outra coisa importante é que o rádio continua vivo, forte e representativo neste mercado. 87% dos entrevistados usam o rádio como instrumento de audição musical

Caso queira fazer o download do relatório integral que é disponibilizado pela IFPI, clique aqui

Clique nas imagens para ver melhor os gráficos:

 

Website Malware Scan