Fitas K7 tem aumento de vendas de 74% em 2016

Enquanto os discos de vinil atraem com toda razão muita atenção, há outro formato que está na trilha de retorno: o cassete. As vendas de álbuns em cassete cresceram 74% em 2016 com 129.000 cópias vendidas (acima de 74.000 em 2015) de acordo com a Nielsen Music.

Certamente, 129.000 é uma pequena parte em comparação com o número total de álbuns que foram vendidos em 2016 – vendas de álbuns correspondem às vendas de CDs, DVDs, discos de vinil e downloads de discos inteiros e o comprador passa a ser “dono” dos arquivos ou mídias, portanto, é diferente do streaming que é uma espécie de concessão e pode ser retirado do domínio do usuário a qualquer momento.

As vendas de álbuns totalizaram 200,8 milhões, enquanto discos de vinil foram vendidos 13,1 milhões. Mas, considerando que cassetes eram efetivamente um formato morto que detinha um menor apelo pelos audiófilos (ao contrário dos aficionados do vinil, que são dedicados), vender qualquer cassetes é um grande feito.

K7s têm estado em crescimento graças a lançamentos especiais de álbuns recentes, incluindo Justin Bieber e outros (Bieber vendeu quase 1.000 cópias em 2016), juntamente com reedições de álbuns clássicos como do Eminem – o The Slim Shady LP (3.000 cópias) – e Prince em Purple Rain (2.000 cópias). Os novas cassetes normalmente vêm com um código para um download digital do álbum, para aqueles consumidores que não possuem cassetes players.

Em 2016, 25 álbuns venderam pelo menos 1.000 cópias em cassete em comparação com apenas oito em 2015. O álbum em K7 mais vendido de ambos os anos foi o Guardians of the Galaxy: Awesome Mix Vol. 1, a trilha sonora, com 4.000 cópias vendidas por ano. No total, a fita dos Guardiões , que foi lançada em 2014, vendeu 11.000 cópias.

As vendas de álbuns em cassete também receberam um impulso do Cassette Store Day, a celebração do varejo projetada para reforçar todas as fitinhas. O evento do ano passado ocorreu em todo o mundo em 08 de outubro e apresentou muitas fitas disponíveis exclusivamente em varejistas independentes, bem como em concertos e promoções.

(Fonte Bilboard)