Vendas de vinil nos EUA desaceleram em 2016, mas a tendência continua de crescimento

As vendas de vinil continuam crescendo, mas o crescimento está desacelerando na comparação entre o primeiro semestre de 2015 e o de 2016.

Segundo o site Digital Music News com dados da Nielsen Music (instituição que afere vendas de discos nos EUA) o ressurgimento vertiginoso do vinil começou em 2007 e as vendas foram crescendo desde então. Vejam as vendas ao longo dos últimos anos nos EUA.

comparativo-vinil-eua
Vendas de vinil 2013 – 2015 (em milhões) Fonte: Nielsen Music

O caminho do crescimento continua, mas, há uma desaceleração. Os dados preliminares da Nielsen Music para 2016 mostram que as vendas de vinil já são até 10 por cento menores que em relação ao mesmo semestre do ano passado quando se olha os dados dos 100 maiores vendedores de vinil nos EUA.
O único problema é que em 2015 as vendas subiram cerca de 30% em relação a 2014, combinando ganhos percentuais semelhantes ao ano anterior. A questão agora é se os 10 por cento representam uma desaceleração mais ampla. Os dados do segundo trimestre de 2016 serão fundamentais como informação para percebermos as vendas globais. O número obtido é apenas uma medida sobre os 100  maiores vendedores e não o total de vendas – incluindo o mercado fora dos EUA. Além disso, Nielsen não está acompanhando as vendas de usados, uma parte substancial do ressurgimento.

Uma coisa que não deixa dúvida é que as vendas de vinil ainda estão aumentando e, provavelmente, continuarão a elevar ao longo dos próximos anos. Na informação do Nielsen Music para o Digital Music News destacam algumas razões para o crescimento contínuo:

  1. Em primeiro lugar, é uma tendência crescente de possuir registros antigos. 60% de todas as vendas de LP são de catálogo (18 meses ou mais), e os melhores discos vendidos são de artistas como Bob Marley & The Wailers, The Beatles e Pink Floyd.
  2. Para não mencionar, a geração do milênio, que são 60% mais propensos a comprar discos de vinil do que a população em geral de acordo com o mesmo conjunto de dados. É o público mais jovem, que estão a investir fortemente em discos de vinil para construir suas coleções.
  3. E depois há o Rock. De todos os LPs vendidos no ano passado, 68% deles eram do gênero Rock. Por contraste, gêneros como música eletrônica, dance e country são apenas um pontinho na tabela de vendas de vinil.
Website Malware Scan