Vinil surpreende novamente e mostra que continua em alta

De acordo com o novo relatório da semana passada da Recording Industry Association of America (RIAA), o negócio de música nos EUA viu seu primeiro crescimento de dois dígitos em quase 20 anos em 2016. Dirigindo esse boom, é claro, foram os serviços de streaming e particularmente os pagos Como a Apple Music e o Spotify. A indústria de música dos EUA arrecadou US $ 7,65 bilhões em receita e o streaming arrecadando a bolada de 68% – ou US $ 3,93 bilhões.

Mas havia outra informação menos esperada do relatório: o sucesso constante dos discos de vinil.

Segundo a RIAA, as vendas de álbuns de vinil nos EUA subiram para US $ 430 milhões no ano passado e representaram 26% do total de remessas de música física – o maior percentual desde 1985.

Considerando que as vendas de CDs ao redor do mundo estão mergulhando cada vez mais baixo a cada ano, isso pode não soar como um marco, pois, as vendas de vinil não são suficientes para reforçar significativamente a indústria como um todo. Mas, o fato é que o vinil está em alta – suas vendas vão exatamente na direção oposta dos CDs – e mostra o surpreendente poder de permanência da plataforma e sugere que seu ressurgimento global ainda não acabou.

Website Malware Scan