Nem só da cor preta vive o vinil

Nem só de preto vive o vinil e muitos devem ser da época em que os famosos discos de historinhas eram coloridos. Rosa, amarelo, verde e uma infinidade de cores que vinham em cada disco dos Três Porquinhos, da Branca de Neve e toda a coleção “Disquinho”. Mas, só lembra disso quem tem hoje acima dos 45 anos ou que tenha em sua casa algum destes discos guardado.

Hoje, o vinil colorido é um fato que vai além dos discos de historinhas. Cada vez mais artistas lançam seus LPs ou compactos em mídia colorida que varia da transparente à qualquer outra e ainda existem os “picture discs”.

Segundo a Wikipédia, o picture disc é um termo usado para designar discos de vinil que apresentam imagens (gravuras, fotografias, ente outros) em suas superfícies ao invés das cores sólidas usualmente encontradas. Há registros de que picture discs começaram a ser lançados no início do século XX, particularmente em cartões-postais e em singles, mas somente nos anos 1970 se iniciou a venda de álbuns neste formato e hoje é muito comum em edições especiais de algum artista ou banda.

O Noize Record Club (o primeiro clube de vinil do Brasil) desde seu primeiro disco prima pelas mídias coloridas. O próximo a sair é o “Francisco, El Hombre – Rasgacabeza” num vinil roxo translúcido. E já ofertaram discos em vinil transparente, amarelo, rosa, branco e outras cores. Em cada edição, uma cor especial.

Nas duas fábricas brasileiras a produção de discos colorida é possível. A Polysom oferece uma paleta de cores próprias e a Vinil Brasil oferta além do preto, o vinil transparente.

Porém, há novidade brasileira no ar! A Vinil Brasil no seu Facebook acaba de mostrar estudos para poder oferecer aos seus clientes a possibilidade de discos multicoloridos, como o da imagem abaixo – a foto foi retirada do FB da Vinil Brasil.

E qual a importância do disco colorido? Ora, além de personalizar mais ainda a obra, a cor pode muito bem ser um componente de design a somar com tudo que envolve a grande obra de arte da música que é o disco de vinil. E imaginem um disco onde a cor não tem limite? Que pode ser multicolorido e espalhar criatividade sobre todo o bolachão? Bacana, não acham? Por isso estamos na torcida para que a Vinil Brasil já já disponibilize esta opção.

Obviamente, há aqueles que preferem o vinil só na cor preta, mas, venhamos e convenhamos, uma corzinha não faz mal a ninguém, né?

________________________

Todo domingo às 19h na Rádio UFS FM 92,1 tem o programa Conversa de Vinil
Você pode escutá-lo pela web em radio.ufs.br ou a partir do podcast, clicando aqui

Quer saber mais sobre o “ressurgimento” do Vinil? Clique aqui!
Quer saber sobre a qualidade sonora do Vinil, do CD, do streaming e do MP3? Clique aqui!
Sobre os toca-discos? Clique aqui!
Cuidados com seus discos? Clique aqui!
Como e onde comprar? Clique aqui!
Quer interagir? Utilize a seção contato, clicando AQUI!
Faça o download gratuito das nossas publicações ou as adquira no formato papel para ajudar o UV a se manter, clicando AQUI