10 ideias para fazer com o vinil enquanto fica em casa

Tempos sombrios e dificultosos. Na maioria dos estados brasileiros e em muitos países do mundo, ficar em casa é a melhor opção para se proteger da pandemia do coronavírus. Então, pensem bem, ficar em casa é bom para? Quem disse, curtir um vinil, acertou!

Obviamente que a vida segue e nós não podemos nos abater. Nos precaver é uma coisa, nos abater é outra e os discos de vinil podem nos dar um bom passatempo e nos encher de alegrias neste momento tão preocupante.

Então o Universo do Vinil vem trazer 10 ideias que pode te alegrar e ocupar seu tempo usando seus discos de vinil.

1 – A primeira é óbvia: aproveite seu momento e vá escutar seus discos. Uma dica é procurar na sua coleção aqueles que você esqueceu ao longo do tempo. Vocês haverão de concordar conosco: quem tem muitos discos acaba deixando alguns de lado e até esquece que os tem. Dê uma chance a eles! Que voltem para a vida!

2 – Vá lavar seus discos. Nós já falamos aqui em outras ocasiões que os discos de vinil precisam ser limpos de tempos em tempos. Então, essa é uma boa oportunidade para limpar sua discoteca. Olhe nosso tutorial “Limpeza de discos de vinil: um passo a passo ilustrado“.

3 – Chegou a hora de verificar os seus plásticos internos – sim, de tempos em tempos isso é necessário. Discos de vinil muito tempo guardados podem conter plásticos que praticamente viram pó. Portanto, puxe na memória (ou vá procurando na coleção) aqueles discos de vinil que tem um tempão que você não mexe neles e verifique se os plásticos internos estão em bom estado. Se tiver uns plásticos a mais e novos, troque os antigos, e não se esqueça de limpar os discos e o interior das capas para não deixar resíduos deste plástico esfacelado.

4 – Que tal avaliar seu local de audição? Leia este nosso artigo, Melhorando a acústica do seu local de audição, e  veja se onde escuta seu vinil é um local que pode ser melhorado ou se ele está beleza mesmo e assim, poder curtir seu bolachão. Para fazer esta avaliação, faça experiências no local. Troque as caixas de lugar, por exemplo, veja se colocar uma cortina ou um quadro ajuda. Aguce a audição e vá experimentado possíveis mudanças para a melhoria do som.

5 – Dê uma “guaribada” no seu toca-discos. Limpe-o, trate bem a tampa dele que, geralmente, é de plástico transparente. Para a limpeza da tampa temos uma solução caseira: 

O primeiro passo para a limpeza de qualquer objeto de plástico é tirar os resíduos de sujeira da superfície. Para isso, use uma mistura de detergente com água morna e molhe um pouco o pano (de preferência de microfibra) e passe bem de leve na tampa em movimentos circulares. Depois, enxague os resíduos do produto com água fria e limpa e seque o objeto com outro pano limpo. Se não der para levar a tampa direto a um local para enxaguar, passe um pano molhado até ter certeza que não deixou nada de detergente nela.

Se não tiver pano de microfibra use um de algodão, como o de uma camisa de malha velha, por exemplo – mas atenção, use as partes que não tem costuras, ou seja, as partes bem lisas. Jamais use papel toalha ou guardanapo de papel. O papel costuma ser abrasivo.

Algumas pessoas usam limpa-vidros. Cuidado com eles, pois podem com o uso prolongado e repetitivo amarelar sua tampa (exceto se ela for de vidro, é óbvio).

Para o gabinete do toca-discos, você pode usar um pano seco e macio (novamente de algodão ou microfibras). Para manchas mais difíceis utilize um pano úmido. Nunca use: benzina, solventes como thinner, álcool ou outros produtos químicos, pois poderão danificar o aparelho, remover o texto impresso (a serigrafia do aparelho) e até mesmo tirar o brilho do gabinete.

6 – Não esqueça das suas caixas de som. Limpa-las é importante. Segundo o fabricante Edifier que faz caixas em MDF, para limpar a parte externa (não os alto-falantes), use um pano limpo, umedecido levemente e passe no MDF. Isso dará conta da maior parte da limpeza. Mas lembre-se de secar a superfície por completo com outro pano seco e macio logo em seguida. Para garantir a longevidade da sua caixa de som, aplique lustra-móveis a base de silicone incolor em um pano e passe-o pela superfície já seca, seguindo a textura amadeirada.

Nunca use esponjas mais duras, panos secos (o atrito pode danificar acabamentos mais sensíveis), detergentes e outros materiais abrasivos.

Para limpar os alto-falantes, utilize um pincel bem macio e passe com força moderada nas partes do seu alto-falante para retirar a poeira.

7 – Organize sua coleção. Muitos de nós deixamos nossa discoteca bem bagunçada, né? Essa é a hora de organizar a bagunça. Por exemplo, você pode organizar por ordem alfabética dos artistas, por gênero musical, entre novos e usados ou onde sua criatividade e seus interesses de colecionador chegarem.

8 – Experimente saber mais sobre seus discos. Nestas horas a Internet é nossa amiga. Procure informações sobre eles e pasme, você pode até encontrar um disco que tenha um valor bacana. O Mercado Livre e as lojas que vendem usados online são fontes boas para avaliar seus discos. Mas, também nessa experiência de saber mais sobre o vinil inclui procurar sobre a vida do cantor, cantora, informações sobre o conjunto, sobre os músicos que fizeram parte e etc. Lembre-se “disco é cultura”.

Neste quesito entra também a ideia de ver quais os vinis de um cantor, cantora ou banda você tem. Uma local interessante para procurar essa informação e utilizando o Discogs. Você poderá se surpreender ao saber que tem praticamente todos os discos de vinil de um certo cantor ou essa informação poderá te ajudar a dar um rumo mais certo nos seus garimpos futuros. Para ir no Discogs, clique aqui.

9 – Para quem curte digitalizar as músicas do vinil para poder escutar depois, por exemplo,  num smartphone, a hora de ficar em casa é uma boa oportunidade para isso. Existem vários softwares que fazem este trabalho, basta procurar no Google.

10 – Por fim, vá ler nosso Universo do Vinil. Aqui tem muito, mas muito material para você se inteirar sobre os discos de vinil, toca-discos, receivers, história, economia do vinil e etc. Temos certeza que você vai curtir bastante, afinal, são 5 anos de material acumulado neste Portal – use o menu acima para ir direto nas nossas seções ou clique na lupa e escreva o assunto que procura

Ah! E enquanto curte o site, escute nosso podcast “Conversa de Vinil”. Tem dezenas de programas falando sobre vários álbuns e muita entrevista com artistas, colecionadores, vendedores de discos, donos de selos e gravadoras, ou seja, muito papo com pessoas como nós que adoramos um disco de vinil. Para escutar o Conversa de Vinil, clique aqui.

Também aproveite para ver o novo conteúdo do UV, Conversa de Vinil em Vídeo, no YouTube. Vá lá no nosso canal (clique aqui) e se inscreva para nos ajudar a crescer nessa plataforma e receber as notificações de novos conteúdos. O primeiro vídeo já está abaixo para você curtir nesta mesma página e o segundo está a caminho e poderá vê-lo a partir do dia 19/03 – vídeos novos, todas quintas-feiras!

Agora que já tem muitas ideias e coisas para fazer, coloque-as em prática e vamos curtir nossos vinis, como dizem por aí, de boas!