Nem tudo está perdido. É possível comprar vinil neste período

Algum tempo atrás o Universo do Vinil fez uma matéria sobre onde estaria concentrado o maior comércio de vinil do país e mostramos que ele se encontra na Internet. As maiores lojas de vinil brasileiras são e-commerce total (somente lojas virtuais) ou são lojas físicas que também vendem pela web, contando inclusive, com os vendedores que aderiram aos marketplaces como Mercado Livre, Amazon (que tem venda própria e de terceiros) e outros.

Neste época de pandemia o cenário não mudou. Quem vendia pela internet continua vendendo pela Grande Rede e teve o acréscimo de outros vendedores que passaram também a ofertar no ciberespaço.

Navegando pela Internet fomos à procura de algumas lojas conhecidas por nós para podermos verificar as condições de funcionamento neste período. Constatamos que grande parte continua com suas ofertas de vinil pela web, e também foi possível verificar que vendedores autônomos passaram a investir mais nas ofertas pelas Redes Sociais e, até mesmo, começaram a ter um maior incremento das vendas via WhatsApp – situações que também estão sendo seguidas por muitos lojistas.

Onde queremos chegar com esta introdução? Simplesmente, mostrar que o mercado de discos de vinil continua vivo nesta fase da vida, oferecendo aos amantes dos discos uma variedade de títulos – quase da mesma forma que antes.

Qual é, então, a mudança neste momento? A maior mudança está nas lojas físicas. Elas estão realmente fechadas em sua grande maioria e passaram a oferecer seus serviços via Redes Sociais, sites próprios ou WhatsApp, numa espécie de delivery de vinil ou entregando via correios e serviços de entregas similares.

Um fator preocupante neste período é que a venda de discos importados está limitada aos estoques. Hoje está praticamente impossível fazer importação, portanto, está complicado repor os álbuns que vêm do estrangeiro, entretanto, isso não é uma prerrogativa do comércio de vinil. É um fenômeno que acomete todo e qualquer tipo de comércio na atualidade. E algumas lojas de discos novos para incrementarem as vendas, aumentaram suas ofertas de discos usados possibilitando um leque maior de opções e, também, de preços.

Falando em preços, como eles estão hoje? No Brasil, os valores não mudaram muito comparado ao mês anterior à pandemia. Os discos de vinil novos, de uns tempos para cá, tiveram um aumento razoável no seu custo principalmente por causa da alta do dólar, e se continuar nesta escalada é bem provável que subam ainda mais. Também é verificável um acréscimo em alguns vinis usados, pois, vários títulos já estavam ficando mais raros, visto que, toda a produção de vinil teve um número X de prensagem e é natural que com o aumento dos fãs do vinil que vêm ocorrendo ano a ano, alguns álbuns estejam bem guardadinhos nas coleções dos amantes de discos e, assim, começaram a sumir dos locais de vendas.

Quanto as entregas? A maioria das lojas na Internet têm avisos sobre como estão sendo feitas as entregas, os preços dos fretes e prazos. Com isto, ninguém é pego de surpresa sobre o tempo que seu disco poderá demorar até chegar à sua casa e quanto pagará de frete.

Para os que vendem via Redes Sociais e/ou WhatsApp, nada melhor que entrar diretamente em contato para ter conhecimento sobre estes fatores.

Por fim, vamos ter que esperar mais um tempo para alguns lançamentos nacionais que estavam previstos para saírem nestes dias. As duas fábricas brasileiras estão paulatinamente voltando a funcionar com carga total, porém, como tudo no país está com alguma redução no funcionamento – ou alguns empecilhos – é possível que algo atrase, mas são problemas do momento que no futuro serão contornáveis (pudemos também averiguar é que ambas estão com seus setores de vendas nos sites completamente disponíveis. Ou seja, estão aceitando encomendas de novos discos).

E assim a vida segue para nós que adoramos um disco de vinil e eles são, em muitos casos, nosso alento e alegria para suportar estes dias e, inclusive, são a esperança que dias melhores virão. Portanto, se tem uma grana, procure seu lojista ou vendedor predileto e entre em contato com ele conversando sobre a melhor forma de comprar e de receber seus discos. Podes crer, seu vendedor de discos vai te dar alguma saída para que você possa ter seus novos discos em casa.

_______________________