Críticas técnicas do UV

Noize Record Club – Curumim – Japan Pop Show e Otto – Certa manhã acordei de sonhos intranquilos.

A “Críticas do UV” desta vez é sobre os 2 últimos vinis lançados pelo Noize Record Club da Revista NOIZE. O primeiro e único clube de compras de vinil da América Latina: Curumim – Japan Pop Show e Otto – Certa manhã acordei de sonhos intranquilos. O próximo envio é Tulipa Ruiz – Dancê – que já mencionamos aqui no UV.
O trabalho gráfico é impecável, visualmente muito caprichado. É um vinil 140 gramas; acompanha sempre uma revista sobre o artista que também conta com assuntos diversos do mundo da música; sem contar o disco colorido que varia de cor a cada edição.
Os discos foram fabricados pela Polysom e apresentam uma qualidade sonora exemplar. Vale cada centavo pago para fazer parte deste clube que oferece um preço razoável por vinil enviado trimestralmente.
O único pecado é não nos darem maiores informações sobre o envio. De repente, o disco chega até sua casa. Os discos que chegaram até os membros do UV vieram bem acondicionados e em perfeito estado, porém, em um colaborador houve problema (o disco veio empenado – o que pode ser culpa dos Correios), mas, o Club Noize entrou imediatamente em contato ao receber a reclamação e fez a devida troca sem maiores problemas – o que é um ponto muito positivo, pois, estão atentos aos clientes.
Clique para saber mais.

Obs:

  • As críticas são restritas às qualidades técnicas dos discos, design, encartes e sonoridade. Não fazemos críticas à qualidade das músicas e artistas
  • Por respeitar os direitos autorais, o Universo do Vinil não utiliza trilha sonora com músicas dos discos analisados – todas as trilhas são livres de copyright.
  • Não recebemos qualquer benefício, inclusive financeiro, para realizar as Críticas do UV
  • Os testes são feitos utilizando os seguintes equipamentos (em várias combinações  para garantir maiores possibilidades de avaliação):  a) Toca-discos: Sony PS T20 BS (com cápsula e agulha originais), Technics SL L20 (com cápsula e agulha originais), ION LP 2CD (com cápsula e agulha originais), Gradiente D 40 (com cápsula AXXIS Model II) e Classic Bravo CTX (com cápsula e agulha originais), em algumas situações se usa a cápsula Audio Technica AT 95e b) Preamp: ELC 104; c) Sistemas de som: Receiver Gradiente RC II; Equalizador Gradiente ES 10; Tape Deck JVC TD-W309; Aiwa NSX-AVH9; Dock Station Cyber Sound Kw-b21iph e d) Caixas acústicas: Polyvox Vox TR 12 e Aiwa SX – NAVH9