Incêndio numa importante fábrica de masters coloca em risco a indústria do vinil

Um incêndio catastrófico nas instalações da Apollo Masters em Banning, Califórnia, pode colocar em risco a crescente indústria global de fabricação de discos de vinil . A Apollo faz a laca usada na produção de masters – discos usados como fonte para a prensagem – bem como, as agulhas usadas no processo de prensagem.

O incêndio atingiu as instalações na quinta-feira, 6 de fevereiro. Embora nenhum funcionário tenha sido ferido, o incêndio deixou a instalação totalmente destruída. Uma observação no site da Apollo Masters diz: “Não temos certeza do nosso futuro neste momento e estamos avaliando as opções à medida que tentamos trabalhar nesse período difícil”.

Os números da indústria estão expressando preocupação de que a perda possa levar a um grande atraso ou redução na produção de discos de vinil em escala mundial. Em um e-mail para a Pitchfork , o co-fundador da Third Man Records, Ben Blackwell, explicou que a Apollo é uma das duas únicas empresas que produzem as lacas mestres de vinil no mundo. “… O outro MDC no Japão, já tinha problemas para acompanhar a demanda ANTES desse desenvolvimento”, escreveu Blackwell.

Enquanto Blackwell ouviu “sussurros” de que uma nova empresa estava “entretendo a ideia” de fabricar a laca, a Apollo Masters era a única responsável por criar um tipo único de agulha usada no processo de prensagem de vinil. De fato, disse Blackwell, a Apollo era o “principal ou possivelmente único fornecedor das pontas”.

“Eu imagino que isso afetará TODOS, não apenas Third Man Records, mas até que ponto ainda está para ser visto”, acrescentou Blackwell antes de continuar: “não quero ser alarmista. Mas estou tentando ser realista .”

Blackwell não é o único preocupado com o impacto desse incêndio catastrófico. Chamando a notícia de “angustiante”, a empresa de prensas de vinil Duplication, com sede em Toronto, twittou: “Desastre para a indústria de discos de vinil… Haverá escassez de verniz e possivelmente as fábricas terão que fechar ou reduzir as operações por um tempo.” Outro tweet estimou que “ os tempos de prensagem do vinil voltarão a ser de 6 a 9 meses! ”

 

________________________

Todo domingo às 19h na Rádio UFS FM 92,1 tem o programa Conversa de Vinil
Você pode escutá-lo pela web em radio.ufs.br ou a partir do podcast, clicando aqui

Quer saber mais sobre o “ressurgimento” do Vinil? Clique aqui!
Quer saber sobre a qualidade sonora do Vinil, do CD, do streaming e do MP3? Clique aqui!
Sobre os toca-discos? Clique aqui!
Cuidados com seus discos? Clique aqui!
Como e onde comprar? Clique aqui!
Quer interagir? Utilize a seção contato, clicando AQUI!
Faça o download gratuito das nossas publicações ou as adquira no formato papel para ajudar o UV a se manter, clicando AQUI