Plástico do oceano usado para fazer discos de vinil

Pensar na reciclagem do plástico usado na confecção dos discos de vinil já é uma empreitada bem verdadeira e com ações que começam a gerar discos mais verdes e limpos e o meio ambiente agradece.

A poluição é um dos maiores problemas da humanidade se tornando cada dia que passa maior e mais urgente na procura de soluções.

Já anunciamos aqui uma experiência com o uso do plástico dos canudos para bebidas que foram usados para confeccionarem discos de vinil e agora é o plástico achado nos mares.

Unindo espírito de preocupação com o meio ambiente, a cervejaria Sharps, localizada na Cornualha (Inglaterra) se uniu aos empreiteiros marítimos Keynvor e ao fabricante de vinil Tangible Formats para produzirem disco de vinil a partir do lixo plástico existente no mar. Juntos, eles produziram um disco de 10 polegadas de plástico encontrado ao longo da costa da Cornualha.

É um lançamento limitado pelo membro fundador do Portico Quartet e do artista indicado ao Mercury Music Prize Nick Mulvey (que já esgotou). O produto das vendas físicas foram direcionados à Surfers Against Sewage, uma organização dedicada a ajudar a limpar mares e praias no Reino Unido e, ao mesmo tempo, conscientizar sobre o impacto da poluição.

James Nicholls, da Sharps Brewery, diz: “A cultura da Cornualha é construída em torno do oceano – seja frutos do mar, surf ou até nossa própria cerveja atlântica. No ano passado, ajudamos o oceano a entrar nas paradas, sob Keynvor – que significa ‘Oceano’ na língua da Cornualha. Estou animado em dizer que hoje estamos realmente virando a mesa com a indústria da música ao lançar ‘In the Anthropocene’, com Nick Mulvey – através do uso de plástico descartável encontrado em nossas praias”

Existem muitas maneiras de reutilizar e reciclar plástico e quanto mais, melhor. No vinil, ele tem um efeito triplo de, é claro, ser ecológico, também parecendo legal com os pedaços coloridos de plástico espalhados dentro dele, mas também serve como uma representação visual muito proeminente de resíduos que é muito comum em todos os nossos habitats naturais.

Nick Mulvey acrescenta: “Eu sempre amei a natureza selvagem da costa da Cornualha e ela alimenta algo profundo dentro de mim toda vez que estou lá. Minha música é sobre saber quem – ou o que – nós somos, bem no centro. Vivência em si, consciência. Estes tempos de crise global urgente exigem que reexaminemos a nós mesmos e ao mundo e nos elevemos para igualar a Terra, esse organismo maravilhoso do qual não estamos e nunca estivemos separados. ”

Veja o vídeo:

________________________

Todo domingo às 19h na Rádio UFS FM 92,1 tem o programa Conversa de Vinil
Você pode escutá-lo pela web em radio.ufs.br ou a partir do podcast, clicando aqui

Quer saber mais sobre o “ressurgimento” do Vinil? Clique aqui!
Quer saber sobre a qualidade sonora do Vinil, do CD, do streaming e do MP3? Clique aqui!
Sobre os toca-discos? Clique aqui!
Cuidados com seus discos? Clique aqui!
Como e onde comprar? Clique aqui!
Quer interagir? Utilize a seção contato, clicando AQUI!
Faça o download gratuito das nossas publicações ou as adquira no formato papel para ajudar o UV a se manter, clicando AQUI