Que tal um toca-discos por 596 mil Reais?

Mais notícias sobre toca-discos. Aliás, estamos em plena High End 2019 em Munique – uma das mais importantes exposições sobre equipamentos hi-end do mundo e com o melhor da Europa.

No “Velho Continente” os discos de vinil estão bombando, por isso, cada ano, a maior exposição de aparelhos de altíssima qualidade (põe alta nisso!) apresenta modelos mais ousados, tecnologicamente superiores e com o uso de materiais de primeira. É o sonho de consumo de muitos amantes do vinil!

Desta vez vamos falar de toca-discos da Transrotor e de caixas acústicas da Stein Music (ambas alemãs) que todo ano expõe seus produtos na referida feira.

A Transrotor trouxe um dos toca-discos mais caros do mundo – o Artus – que custa US $ 150.000 (ou “míseros” 596.500 Reais – todas as cotações deste artigo são de 14/05/2019).

Trata-se de um toca-discos para poucos (muito poucos), pois até nos países mais ricos ele é considerado muito caro. Aliás, ele é grande não apenas no preço, no peso também! O Artus pesa 220 kg em 1,20 m de altura e 55 cm de largura.

Diz o fabricante que ele é todo feito em alumínio sólido e acrílico com tratamento excepcional contra qualquer vibração e desestabilização (só pelos 220 kg já dá para notar que deve ser quase impossível vibrar).

Artus

Mas, para “abocanhar” os “mais pobres” a Transrotor apresentou o modelo “Jupiter” por “parcos” US $ 5500 (quase 22 mil Reais) que usa a tecnologia “cardanic suspension” – um design de gimbal que garante que o toca-discos gire em torno de um único eixo. Também possui um acionamento de campo magnético sem contato e um braço balanceado.

Por enquanto o toca-disco Jupiter ainda nem está catalogado no site oficial da Transrotor para podermos ver mais detalhes e o Artus está lá, firme e forte! (os endereços dos sites estão abaixo).

Então, se você curte os discos de vinil e tem uma (boa) grana para comprar um toca-discos destes, não hesite, e vá às compras, mas, não se esqueça que tem que comprar todo um sistema de som compatível com a qualidade do seu gira-discos (como dizem os portugueses) e na Munich High End 2019 tem vários modelos de alto-falantes.

Comece, por exemplo, pelas caixas de som da Stein Music. O modelo TopLine Bob XL são caixas acústicas com um formato bem alegre e divertido e afirmam que é a reprodução mais natural de qualquer tipo de música.

Bob

Com 2,20 m de altura, esses alto-falantes de madeira prometem uma combinação de buzinas e defletores abertos e se casam com um alto-falante principal passivo com subwoofers ativos controlados por DSP que oferecem 3000 watts de potência. Mas, não cabem em qualquer sala. Devem ser utilizados com, pelo menos, 3 metros de distância do ouvinte para obter a melhor qualidade de audição.

Custam a “bagatela” de 128.000 Euros (aproximadamente R$ 570.500,00).

Então, com um pouco mais de 1 milhão de Reais você monta o sistema de som dos sonhos. Barato, né? Aliás, barato é sonhar, já que não custa nada! E se você quer sentir o gostinho da Minique Hi-End 2019, veja o vídeo abaixo:

http://www.transrotor.de/
https://steinmusic.de/

_______________

Você leu essa matéria no Noticias do Vinil do UV. Leia mais notícias clicando aqui e nossos artigos especiais, aqui